O Távora
Pesquisa

"Dia Nicolino no Agrupamento"- Cortejo do Pinheiro
Por Valdir Teixeira (Professor), em 2015/01/051269 leram | 0 comentários | 222 gostam
Os professores, os alunos, os pais/encarregados de educação da Comunidade Fernando Távora promoverem a organização da mais desejada, da mais famosa e da mais antiga festa de estudantes, que tem o seu momento mais épico no CORTEJO DO PINHEIRO.
Os professores, os alunos, os pais/encarregados de educação e a comunidade em geral de Fermentões (Motelo), Caneiros, Penselo e Nossa Senhora da Conceição (Agrupamento de Escolas Fernando Távora - Guimarães) aglutinaram meios, vontades e esforços para com alegria, criatividade e muito orgulho, nos dias vinte e sete promoverem a organização da mais desejada, da mais famosa e da mais antiga festa de estudantes, que tem o seu momento mais épico no CORTEJO DO PINHEIRO.
Ao longo de semanas esmeraram-se na preparação e afinação dos momentos cénicos e dos instrumentos para que todos e em particular os alunos, entrassem nos ritmos e sonoridades saídos do rufar de caixas e de bombos de todas as dimensões e nas personagens que dão vida e cor a todo este evento. Crianças, jovens, adultos e, ainda, aqueles a quem as maçanetas já custavam mais a levantar cuidaram com esmero a tradição.
Assim, o guarda-roupa seguiu as cores escolásticas (verde e branco); o pinheiro foi transportado por um carro puxado por uma junta de bois; houve uma representação da figura da deusa Minerva, deusa da sabedoria (que na realidade é desempenhada por um jovem travestido com um traje de soldado romano) que foi transportada numa charrete; os cartazes e o pregão com a crítica social estiveram plenos de sentido de humor e de oportunidade e, acima de tudo, a Comunidade esteve envolvida marcando presença e uma presença ativa e numerosa.
As várias gerações cruzaram-se nos espaços das Escolas e nas ruas das freguesias. O desfile do Pinheiro a todos agarrou no entusiasmo e na vontade de uma participação alegre e competente. A emoção fervilhou quer nos corações mais inocentes, quer nos mais experientes. Havia sorrisos apreensivos e era tempo para pequenas afinações; algumas indicações, muitas fotografias e filmagens, pois, o acontecimento seria para posteridade.
Nesse dia vinte e sete em Caneiros os bois e os cavalos mostravam alguma agitação, o som era já cadenciado e ensurdecedor, o desfile chamava o palco, pedia a rua, queria aplauso. Ao sinal da batuta de nervoso maestro centenas de baquetas e maçanetas em punho, por entre outras tantas cabeças ornadas de coloridas mitras, gorros e chapéus, seguiram o mastro anunciador do início da festa. As ruas de Caneiros transformaram-se em corredores de passadeira vermelha onde fluíam as estrelas e o espetáculo regateando merecidos aplausos e admiração sem fim de toda uma comunidade embevecida. Foram cerca de duas horas de animação, de convívio, de recriações, de recordações e de saudade.
Porta a porta, casa a casa, rua a rua a alegria conquistou os corações de todos aqueles que encheram as ruas e o carro de bois transportou o pinheiro até ao largo da escola de Caneiros onde iria, com galhardia e sentimento de dever cumprido, ser enterrado. As caixas e os bombos ribombaram de alma cheia e coração quente, dando a solenidade merecida ao momento mais emblemático de todo este cortejo.
Estiveram presentes os professores, as educadoras, outros técnicos, o Diretor e o Vice Diretor do Agrupamento de Escolas Fernando Távora (respetivamente, Professor José Pinheiro e o Professor Manuel Moutinho), o senhor Manuel Mendes, presidente da junta de Fermentões, representantes da Associação de Pais, muitos pais/encarregados de educação, grupos de Nicolinos Séniores e restante comunidade. Regista-se a presença e colaboração da PSP de Guimarães, a Guimarães TV assim como de todos aqueles que disponibilizaram o seu trabalho, o seu empenho e outros meios (carro de bois, charrete, pinheiro, animais, instrumentos) indispensáveis para que este eventos tivessem, mais uma vez, excedido as expectativas, quer na organização, quer na participação, quer no entusiasmo, quer na qualidade.
O Agrupamento de Escolas está de parabéns por ter tido a responsabilidade de promover e de superiormente organizar todo este evento.
Valdir Teixeira

Mais Imagens:

Comentários

Escreva o seu Comentário
 




Top Artigos: Amor de Mãe