O Távora
Pesquisa

Estudantes de Fermentões conquistam Lisboa
Por Valdir Teixeira (Professor), em 2014/06/141098 leram | 0 comentários | 185 gostam
No dia vinte e oito de maio os alunos do sexto ano desta Comunidade Educativa saíram, ao romper do dia, rumo a uma jornada de aventuras muito estimulante tendo em conta a riqueza e a qualidade dos espaços e do património a visitar - LISBOA!!!
No dia vinte e oito de maio os alunos do sexto ano desta Comunidade Educativa saíram, ao romper do dia, rumo a uma jornada de aventuras muito estimulante tendo em conta a riqueza e a qualidade dos espaços e do património a visitar. Os dinamizadores destes dias memoráveis para todos, aqueles que tiveram o dom de transformar sonhos em realidade, foram os professores Eduarda Fernandes, Idalina Carvalho e Manuel Pacheco.
Depois de um interregno de dois anos letivos renasceu a esperança e desde muito cedo, como que por magia, os alunos do sexto ano viam abrir-se uma janela que tinha no horizonte uma linda cidade, a capital de Portugal, Lisboa!!! Os mágicos, anteriormente referidos, com arte, com engenho e com muito trabalho criaram todas as condições para que todos os alunos pudessem embarcar numa visita de estudo que se tem revelado inesquecível para aqueles que nela têm participado.
A azáfama foi enorme, a ansiedade foi crescendo, as espectativas eram grandes e inexoravelmente os dias passavam, mas passavam lentamente…
Os dias vinte e oito e vinte e nove de maio eram os desejados e chegaram. Ainda o sol pedia licença às estrelas para romper e nas ruas de Fermentões era um verdadeiro lufa-lufa. Pais preocupados, alunos ensonados, mas espevitados e professores atarefados. A camioneta aquecia os motores, o condutor verificava as bagageiras, muitos abraços, beijos, as últimas recomendações, pois estava na hora de se iniciar mais uma aventura, e que aventura!!!!
Os “ Afonsinhos” tinham como primeiro destino o Jardim Zoológico que estava neste dia a comemorar cento e trinta anos. Durante a viagem houve alguns momentos de alguma excitação. Quando se passou pelo Estádio do Dragão, ou, pelo aeroporto de Lisboa e se viu um avião muito baixo passar à frente da camioneta e se preparava para aterrar, ou quando se pôde ver o Estádio Alvalade XXI.
Era quase meio-dia quando entrámos no Jardim Zoológico. Os corações palpitavam, os olhos começavam a crescer, os sentidos ficavam muito mais apurados. Havia muito para ver, para ouvir, para sentir, para comentar, para perguntar e para explicar. Tudo era fantástico, belo, esquisito e diferente. E de facto, o jardim Zoológico estava todo engalanado, estava preparado para a festa, era dia de aniversário. O senhor Malato fazia em direto A PRAÇA DA ALEGRIA para a RTP1. Alguns ainda tiveram o seu momento de glória e encheram os ecrãs da televisão. Após o almoço tiveram aquele momento mais apetecido neste espaço. O espetáculo dos lobos-marinhos e dos golfinhos. Simplesmente maravilhoso!!!
Mas a tarde estava a começar. Seguidamente o destino foi o Mosteiro dos Jerónimos onde se entrou e se verificou a monumentalidade e se teve vontade de comunicar com o poeta maior, Luís de Camões, ou com o corajoso navegador Vasco da Gama. Passeou-se pela baixa lisboeta e entrou-se no Centro Cultural de Belém onde o Museu Berardo é grande atração e dos jardins se observou o Rio Tejo em todo o seu esplendor.
Fez-se a aproximação ao rio e visitou-se o Padrão dos Descobrimentos, a Torre de Belém e, depois de um belo passeio junto ao majestoso rio, o sol desceu no horizonte e eram horas de caminhar para a pousada. Passou-se pelo palácio de Belém, casa do Presidente da República, e atravessámos a Ponte 25 de Abril com o Cristo Rei a dar as boas vindas em Almada.
 Havia muita agitação e muita curiosidade relativamente ao espaço. Este não se fez rogado e deixou-os boquiabertos!!! A paisagem era fenomenal… O rio, a ponte, o pôr-do-sol e toda a cidade de Lisboa davam cor e corpo a um quadro perfeito. Hora de organizar, arrumar e preparar para o jantar. A animação era grande e foi enorme até bastante tarde!!! Emoções muito fortes…
Pelas sete da manhã os despertadores falaram mais alto, seguiu-se o pequeno-almoço e o trânsito, pois o Museu da Música era o destino. Mas, houve uma boa surpresa… Ao lado do museu ficava o Estádio da Luz que mereceu visita relâmpago!!! No Museu da Música os alunos brilharam no comportamento e no conhecimento e aconselha-se a visita.
Seguiu-se o almoço na Escola Vasco da Gama e a tarde começou no Museu do Azulejo. Um museu fantástico e mais uma vez os alunos surpreenderam pela positiva.
O Parque das nações seria o último apeadeiro em Lisboa. E aqui, o Oceanário revelou-se na sua grandiosidade. Repartidos em quatro grupos, acompanhados por guias, os alunos foram brindados com uma visita inesquecível à vida marinha de todos os oceanos. Foi sensacional.
Os alunos já se arrastavam, o peso das emoções, das vivências e do conhecimento deixavam marcas profundas. Todos deram o máximo de si, pois era importante desfrutar e usufruir cada instante, cada lugar e cada informação. Foi enternecedor ouvir os alunos, ao longo dos dias, referir que se tratava do “dia mais feliz das suas vidas”, o que, por si só, ilustra bem a participação empenhada, interessada e o grau de satisfação, de prazer e a alegria que a visita lhes proporcionou.
Destacam-se as reações e respostas dadas pelos alunos ao longo das diferentes atividades realizadas na Visita de Estudo. Foi notório que estes mobilizaram os conhecimentos adquiridos nas aulas podendo, assim, atribuir-lhes um maior significado. Pelo facto de se tratar de visitas com um carácter marcadamente interativo e interdisciplinar, estas constituíram excelentes oportunidades para os alunos poderem contactar com uma vertente mais prática dos conteúdos abordados nas aulas, o que permitiu complementar as abordagens realizadas em contexto de sala de aula, consolidar as aprendizagens académicas e ampliar a sua cultura geral.
A viagem de regresso correu bem. Destaque para o condutor, senhor José, que revelou atenção, cuidado e competência.
Os professores tinham o sentimento do dever cumprido, resultando este sucesso da arte e do engenho colocados na preparação e na organização da visita. Salientaram os professores dinamizadores ser importante deixar uma palavra de agradecimento aos pais e encarregados de educação pelo esforço que realizaram para possibilitar aos seus filhos/educandos este dia que será, claramente, para sempre recordar. Agradecem também a colaboração empenhada dos professores Fernanda Santos, Maria do Ceu Forte e Valdir Teixeira.
Está de parabéns a equipa que transformou este pequeno sonho numa grande realidade. A Comunidade Educativa agradece e está de parabéns.

Mais Imagens:

Comentários

Escreva o seu Comentário
 




Top Artigos: Amor de Mãe